Arquivos do Blog

Dicas para blogar

dicas para blogar

Performance. Quando você bloga, cria um podcast ou grava um vídeo, é sua oportunidade de se conectar com sua audiência e entregar algo de valor. Tudo bem usar essas ferramentas para conversar, mas pense em sua audiência. Pense no pouco tempo que eles têm em um dia. Pense nos lugares onde eles passarão seu tempo.

Seja breve

Pode falar mais depressa? Faça isso.

Invoque a autoconsciência

Você pode contar uma história? A história ajudará sua audiência a pensar sobre si mesma? Suas  palavras despertarão suas mentes?

Esteja preparado

Não é pressão escrever bons posts. Não é difícil inventar tópicos para o seu podcast. É sua escolha, como produtor de bom conteúdo. Pense com antecedência. Mantenha um bloco de anotações e anote as ideias para usar depois, quando estiver sem nenhuma. Guarde algumas cartas na manga para quando precisar.

Seja respeitoso

Sua audiência é brilhante. Você, às vezes, sabe de algo que eles não sabem. Mas trate-os como sendo brilhantes e peritos, como se você estivesse somente compartilhando a informação, caso eles queiram refrescar a memória. Você não é um deus, você é apenas um comunicador.

Converse (mas seja sucinto)

Converse como se estivesse se dirigindo a humanos. Escrevo como se você e eu estivéssemos conversando. Mas tento ser sucinto. Não fico aflito. Pratico postando uma vez ou duas por dia. Você pode fazer o mesmo.

Performance

Você está em um palco. Está criando histórias. Não importa como você encara o ato de blogar e criar podcasts, pois é isso que você está fazendo. Quando você preparar a próxima apresentação de PowerPoint para uma reunião, pense sobre isso também. É a mesma coisa apresentada de maneiras diferentes.

Que conselhos e dicas você daria? Como você trata sua audiência? Quando funcionou melhor melhor para você?

 

Autor: Chris Brogan

Anúncios

Midias Sociais – Acima de qualquer outra coisa: gente

Você conseguiu manter alguma boa conversa ultimamente? O que você se recorda dela? Com quem você gosta de conversar?

Conversas precisam de pessoas, e o propósito das mídias sociais é fortalecer e possibilitar conversas de modo digital. Blogs, podcasts, video-blogs e todas as redes sociais que usamos têm só um objetico: fornecer uma maneira de nos conectarmos. Com isso em mente, vamos começar a pensar em gente. Vamos pensar nas pessoas a partir da perspectiva delas.

Então vou colocar aqui algumas ideias para você se envolver, respeitar e apreciar as pessoas que vão interagir nas suas mídias sociais:

As pessoas gostam de se envolver

Imagine que existe uma escolha (porque existe): você pode falar para as pessoas ou você pode falar com as pessoas. Assim, presume-se que as outras pessoas terão a oportunidade de dizer alguma coisa em algum momento.

Um modo de envolver as pessoas é fazer uma pergunta. Outra maneira é estimular as pessoas a participar de atividades. Não permita que elas sejam a audiência. A audiência é passiva. Pense em maneiras de fazer com que as pessoas participem da história. Você pode bolar um modo de elas contribuírem? Existem maneiras de estimular atividades complementares no mundo delas?

As pessoas são ocupadas

Respeite o tempo das pessoas quando criar sua mídia. Katrina, minha mulher, sempre diz que “editar é ser educado”. Ela quer dizer que, respeitando o tempo dos outros, você ganha a admiração deles.

Um modo de fazer isso é começar bem. Diga a melhor coisa logo de cara em seu post. Dê às pessoas um resumo de para onde você vai o mais cedo possível. Muitos grandes realizadores de mídia fazem roteiros de suas produções, delineiam o que vão postar nos blogs ou, então, usam sistemas que mantêm o controle.

As pessoas gostam de ser apreciadas

Você não está fazendo isso para si mesmo (a menos que esteja!). A ideia é que você esteja tentando construir um relacionamento com um público, de uma maneira mais humana, mais integrada. Se você é um indivíduo, está construindo sua reputação, compartilhando informações com quem tem ideias semelhantes às suas. Em todos os casos, é uma via de mão dupla, e as pessoas do outro lado querem saber se você respeita isso.

Visite os sites de outras pessoas de vez em quando. Deixe comentários. Indique um ou outro post ou podcast para as pessoas que gastam o tempo delas com você. Ofereça mais do que o rolar de um blog. Ofereça consciência. Construa tráfego. Pense em maneiras de dar às pessoas algo mais em troca da atenção que elas dão a você. Faça com que elas sejam tão importantes quanto seu relacionamento com elas.

Faça das pessoas os especialistas

Procure maneiras de aproveitar as competências de sua audiência. Peça que eles falem sobre diversos assuntos. Descubra o que eles sabem. (Você já sabe o que você sabe).

É por isso que termino todos os posts com uma pergunta. É uma maneira de propiciar a interação, mas também de ficar sabendo mais sobre as pessoas que me acompanham. Aprendi há bastante tempo que as pessoas que passam tempo comigo sabem mais juntas do que eu individualmente. Posso começar um papo maravilhoso, mas elas, em conjunto, sempre têm melhores ideias. Então, procure por elas. Busque informação. Aprenda com elas.

Além disso, as pessoas adoram dar sua opinião. É uma ótima maneira de dar a elas a oportunidade de fazê-lo.

Você já experimentou fazer isso? Qual foi o resultado?

Adaptado de Chris Brogan

Líderes ministeriais nas Redes Sociais

líderes ministeriais e redes sociais

Alguns líderes estão se perguntando como as redes sociais podem ajudá-los e se eles deveriam se envolver nessas frentes. Eles ouviram que já deveriam estar envolvidos. Eles só nào têm certeza do porquê ou do como. Por um  lado, alguns estão pensando nessas redes sociais como canais diferentes para os mesmos métodos que vêm usando para se comunicar. Por outro lado, algumas estão só pensando em como irão se envolver, quais plataformas farão o que para eles e por onde devem começar. Aqui estão algumas ideias:

Facebook

Vale a pena entrar no Facebook? Bom, no mínimo é um lugar onde você, como indivíduo, pode construir um perfil e ter outra perspectiva da Web e com o potencial de se envolver mais com seus liderados, além de conhecer novas pessoas com interesses a fins. Montar um perfil decente não é muito difícil, mas eu recomendaria algumas coisas:

  • Use uma foto que pareça mais espontâneo, sem pose.
  • Pense bem sobre os aplicativos que acrescentará ao seu perfil – que tipo de jogos e passa-tempos. Eles dizem muito sobre você.
  • Faça parte de grupos antes de pensar em montar algum. Participe, entenda o ambiente.
  • Faça uma avaliação de seus resultados. Não permaneça lá só porque todos acham que é o que deve fazer.

Twitter

O que tenho a falar sobre o Twitter e líderes ministeriais é o seguinte: desde que você esteja usando o Twitter para conversas e para se misturar e se integrar enquanto compartilha sobre assuntos diversos e, quem sabe, um pouco menos sobre o que você está fazendo, então ele pode ser uma ferramenta útil para dar sua mensagem.

Uso muito o Twitter para fazer perguntas. Algumas das minhas perguntas são só para puxar conversas. Outras vezes, eu uso para dirigir a atenção para coisas que são úteis ou que importam.

Redes Sociais em Geral

No geral, as redes sociais são úteis para nos contextualizar, para conhecer gente fora da nossa realidade ministerial. Vá com calma ao usar as redes sociais, pois o retorno do seu uso pode ser questionável. É tudo uma questão de envolvimento. Como você se envolve é uma coisa. Por que você se envolve é outra. O que você obtém desse envolvimento é, obviamente, a coisa mais importante.

Joice Atique

Adaptado das ideias de Chris Brogan

%d blogueiros gostam disto: